Até 2030, o governo e parceiros nacionais buscam tornar o sistema alimentar atual mais equitativo, sustentável, resiliente e saudável, com ênfase no desenvolvimento rural e territorial.

No Workshop Nacional para a revisão e atualização da Segunda Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional em Angola, o secretário de Estado para as Florestas, André Jesus Mota, destacou os desafios enfrentados pelo sistema alimentar angolano. Ele enfatizou a necessidade de mitigar a fome e a má nutrição, reduzir doenças não transmissíveis relacionadas à alimentação e promover pleno emprego e empreendedorismo para combater a pobreza. Além disso, ressaltou a importância de melhorar a nutrição, fortalecer as cadeias de valor locais e aumentar o consumo de alimentos produzidos de maneira sustentável como desafios a serem superados em Angola.